COLETÂNEAS E LIVROS A VENDA

LIVROS DE AUTORIA DE ANALISTAS EM FORMAÇÃO

LIVROS DE AUTORIA DO DR. SALÉZIO PLACIDO PEREIRA

A complexidade do Inconsciente.

A tese partiu da necessidade de se apresentar, perante as novas exigências de nossa sociedade materialista e globalizada, com sua própria especificidade tecnológica e cibernética, uma nova proposta na teoria psicanalítica humanista da incorporação do paradigma da complexidade.

As duas teorias têm em comum uma visão humanista e transdisciplinar sobre o homem e a sua natureza humana. Esta necessidade surgiu a partir da complexidade de teorias dentro da própria psicanálise. Nosso objetivo não foi verificar o valor e reavaliar os diversos conceitos destas teorias e nem de compará-las com as da psicanálise humanista.






A interpretação dos sonhos

Muitas pessoas gostariam de saber mais a respeito de si mesmas, de suas qualidades, capacidades e potencialidades para tornarem-se mais eficientes como ser humano. Esta necessidade de compreender a subjetividade nasce do interesse de desvelar e descobrir os segredos que os símbolos e sonhos escondem na sua essência.

No plano coletivo as famílias, escolas, empresas, percebem a superficialidade, a falta de iniciativa, a apatia, os medos, a ansiedade, a depressão, o stress, esta instância psíquica é a base da produtividade, para tornar-se eficiente é preciso coragem, ousadia, criatividade, força de vontade, curiosidade, desejo de aprender, humildade e sinceridade, valores e qualidades indispensáveis para quem pretende ser eficiente e realizar os seus sonhos.Os sonhos sempre foram desprezados pelas ciências naturais e exatas, e não poderia ser diferente, pois as pessoas lidam com números, estatísticas, mensuração, comprovação, estão envolvidos neste paradigma empirista. Aqueles que trabalham com os sonhos procuram encontrar sentido e significado nesta subjetividade das emoções e pulsões.




A natureza Inconsciente dos Sonhos.

Com este tema busca-se entender a manifestação inconsciente das emoções, que constituem os pilares de nossa consciência e que permitem ao homem ver além de si mesmo. Procurou-se, de forma sucinta, mostrar o valor do mundo das emoções, como um caminho para se compreender ainda mais sobre nós mesmos. Uma emoção é o sentido do espírito encontrado no íntimo de uma vivência. São estes descaminhos que nos levam ao encontro da visceralidade organísmica. Para compreender uma emoção, necessita-se uma escuta, uma atenção, um olhar com profundidade sobre o movimento da energia na consciência. Emoção, energia e consciência são os alicerces da estrutura psíquica inconsciente.

A psicanálise do Líder Humanista.

Antes de tudo é preciso conhecer a origem que desencadeia aquele potencial que estava bloqueando a capacidade de desenvolver a inteligência e a criatividade. O líder precisa consentir e saber que estar aberto à novas aprendizagens é uma necessidade, pois a relação das experiências do seu ambiente cultural em conjunto com a criatividade determinam a sua alegria e satisfação na existência.

Na psicanálise existe o conceito sobre o que determina a natureza humana, este legado das “humanitas” no homem eleva a condição da raça humana a um processo de novas descobertas. O líder possui uma consciência sobre o caminho que precisa percorrer para encontrar-se com o seu potencial de inteligência organísmica.

A superação dos Traumas na Psicanálise.

Em todas as ciências da saúde e educação e principalmente na psicanálise humanista, pensamos em fazer uma reflexão para conhecer com mais profundidade sobre a potencialidade do ser humano de superar-se diante dos problemas e traumas psicológicos.

A psicanálise evidencia no tratamento o acompanhamento prático da capacidade, da criatividade, do poder de decisão, da capacidade de enfrentar determinados obstáculos e conseguir com esta experiência ser mais maduro e corajoso. Sem dúvida o tema da formação do caráter e temperamento pode influenciar a capacidade de superação.




A teoria e prática da Psicanálise: De Freud a Fromm

Na psicanálise existem diferentes métodos e técnicas. Porém a estrutura básica ainda permanece em todas as teorias. Freud desenvolveu alguns conceitos em relação ao tratamento, como por exemplo: aliança de trabalho, transferência, contratransferência, resistências, atos falhos, lapsos, etc. A história da psicanálise nos mostra a mudança de alguns conceitos de sua teoria e a formação de novas escolas. Podemos citar alguns desses dissidentes, Alfred Adler, Otto Rank, Otto Fenichel, Carl G. Jung, Karem Horney e Erich Fromm. A psicanálise humanista também está procurando sistematizar um método para tratar o inconsciente a partir do pensamento da teoria de Fromm.

Atualmente temos diversos métodos e técnicas de tratamento dentro das correntes teóricas da psicanálise. O objetivo é demonstrar a teoria e a prática do método de análise na psicanálise humanista. Um dos pilares desta técnica é o conceito de transdisciplinariedade, ou seja, o inconsciente é tratado dentro de uma dimensão integral. Freud foi o grande mentor da descoberta desta realidade simbólica e imagística. Foi através da análise dos sonhos e dos instintos básicos do homem que conseguiu esboçar uma teoria da pulsão libidinal.

A violência na educação: A alienação das Mentes.

A psicanálise é uma ciência comprometida com a saúde psíquica, não exclui a alienação, pensa sobre a educação. O professor possui uma pedagogia, um método e, procura compreender o cognitivo sobre as motivações inconscientes do ato de aprender. As crenças, virtudes e valores do aluno reforçam a importância do seu caráter, esta prática sobre a aprendizagem inclui o desejo de aprender.

A pedagogia está inserida dentro de um contexto político, econômico, social e cultural, sem dúvida as influências e interesses externos podem levar à dominação das consciências. Depois de internalizada uma imagem pobre de si mesmo a neurose começa seu processo de opressão sobre a vida, infelizmente o abuso emocional está presente nas atitudes pedagógicas do professor. Toda vez que desqualificamos, humilhamos, abandonamos, reprimimos, estamos compactuando com os interesses de uma sociedade insana e violenta.

A biofilia do Amor.

Este livro procura descrever as situações complexas de personagens que envolvem nesta trama do amor, num primeiro momento procura demonstrar os pactos inconscientes e segredos que atormentam e sustentam a continuidade da neurose destrutiva. A neurose precisa do segredo para perpetuar-se eternamente na mente inconsciente, assim, procuro mostrar as complexas relações dos seres humanos envolvidos entorno destas emoções vivenciadas na família. Trata-se apenas de uma reflexão sobre a importância do amor na vida de qualquer ser humano, e procuro demonstrar que o amor pode transformar-se em ódio, são estas tramas da inveja, ciúme, ambição, mentiras, traições, que podem esconder as simbioses e desejos incestuosos por detrás das desgraças familiares




Conheça suas emoções.

A leitura deste livro poderá colaborar na compreensão do funcionamento inconsciente do mundo das emoções. Todos nós sabemos da complexidade das reações emocionais e sua influência na vida de cada ser humano, esta é uma tarefa que exige de qualquer pessoa estudo, ponderação, perseverança, paciência, dedicação, para poder lidar com as emoções.

Meu objetivo ao escrever este livro foi dizer que as emoções são os pilares da vida orgânica, todos os fracassos, desilusões, decepções, possuem raízes num tipo de emoção específica. Porém é possível conhecer e dialogar com esta energia inteligente que está amparada e protegida pela natureza.

Considerações sobre a “Psicanálise Humanista de Erich Fromm”.

Dentro das várias teorias na psicanálise, todas indiretamente têm uma dívida para com o fundador da psicanálise Sigmund Freud; por toda sua contribuição na sistematização teórica e clínica da psicanálise clássica. No entanto houve a necessidade de uma revisão da teoria, onde vários autores acrescentaram e modificaram alguns conceitos na teoria psicanalítica.

Foram várias as correntes teóricas na psicanálise, que por suas próprias contribuições ajudaram indiretamente a aprimorar os conceitos e as teorias sobre o inconsciente do ser humano.  A escola de Adler, também chamada de psicologia individual, sustentou sua tese na importância da busca do poder; desenvolvendo os conceitos do complexo de inferioridade e de complexidade.

Depois, Carl Gustav Iung foi um dos dissidentes mais próximos de Freud, rompeu com a psicanálise clássica com o intuito de aprofundar os seus conceitos de Anima e Animus, Arquétipos, mitologia, inconsciente coletivo, alquimia. Karen Horney orientou sua teoria sob a influência da cultura e da educação; Jacques Lacan procurou entender o inconsciente humano a partir da estrutura lingüística, de seu significado e significantes, descrevendo um novo entendimento da pulsão de Freud sob a ótica do desejo.

Erich Fromm priorizou o estudo científico para compreender o homem na sua totalidade, incluindo toda a dimensão econômica, política, social, histórica e antropológica, dentro de uma visão transdisciplinar das várias ciências humanas e sociais, procurando dar uma resposta ao fenômeno da complexidade inconsciente do homem. Entendeu que era preciso uma compreensão mais humanizadora, a partir dos valores éticos e sociais do humano, arraigado nas profundezas do inconsciente. Todo este processo civilizatório de milhões de anos, ajudou nesta evolução da hominização do homem. Por isto a psicanálise trata do homem na sua integralidade, e em se tratando do humano, defendeu sua postura nesta corrente teórica chamada “Psicanálise Humanista”.




Hipocondria: Minha Vida doentia.

Escolhi este paciente para demonstrar um fenômeno generalizado em todos os doentes hipocondríacos, mostrando, dessa forma, a utilização científica na compreensão das doenças imaginárias, inconscientes, em pacientes constelados de complexos neuróticos, originadores dos estados hipocondríacos.

Este estudo de caso congrega, em si, toda uma sintomatologia que não irá se refletir tal qual está descrita, mas sempre de forma analógica em qualquer pessoa, visto que as reações, os comportamentos, os sentimentos engendrados pelo inconsciente e sistematizados em forma de doença, repetir-se-ão em qualquer ser humano, embora se utilizem de diferentes conotações ou nomenclaturas.

O objetivo é mostrar cientificamente como se processa a origem desencadeadora das doenças imaginárias e o modo pelo qual se constelam em doença, pois sabemos que esse fenômeno se dá em qualquer pessoa, na qual estejam presentes a desarmonia interna e as constelações de complexos inconscientes não percebidos pelo estado consciente, tendo sua origem nas sintomas psicoafetivos.




Mente Inconsciente.

Estamos diante de uma nova compreensão sobre a mente inconsciente, as novas descobertas científicas que estão acontecendo na antropologia, filosofia e neurociência estão influenciando a demarcação epistemológica da teoria psicanalítica, enquanto a medicina amparada pela neurociência diz que existe uma base neurobiológica para as atitudes humanas e para as doenças psíquicas.

Estamos muito céticos sobre esta avalanche de marketing da neurociência e outras teorias que procuram o seu fundamento no organicismo fisiológico, mesmo que a psicofarmacologia e a psiquiatra estejam de mãos dadas para fundamentar esta condição genética e biológica da mente humana. Acredito que estas teorias nos ajudam a compreender o funcionamento do cérebro biológico e neurológico, mas estão muito longe de compreender seu funcionamento inconsciente.


 

O dilema do Ser Humano na Existência.

Estudar a existência é um dos temas mais apaixonantes e ao mesmo tempo bastante difícil, primeiro porque são muitos e excelentes psicanalistas e filósofos que temos que estudar para desenvolver esta temática contribuindo para uma melhor compreensão sobre o fato de existir. A existência nos convida a pertencer ao mundo da evolução tal qual faz a natureza seus os caminhos por onde escoa a energia da vida que são bastante diferentes do modo de compreensão da racionalidade da humanidade atual.

O homem mostrou nas mais diversas civilizações que tem o poder de desenvolver-se através da ciência e descobrir os mistérios e as leis do funcionamento dos fenômenos cósmico e humano ou mesmo social, e todos os seres estão convidados a entenderem melhor o processo consciente ou inconsciente da influência da existência sobre o ser humano. 

O medo de amar.

O desejo de escrever este livro é uma tentativa de compreender as adições e sua relação com a etiologia da patologia da compulsão a repetição. Descobri que essa compulsão carrega, em seu desejo, duas partes da mesma moeda. Uma educação que leva para a saúde e a outra para a doença. Todas as dificuldades trazem consigo a capacidade de aprendizado e também de recuperação diante dos traumas. Quando a neurose consegue controlar a vida de uma pessoa podemos considerar que está instalada a compulsão a repetição. O trauma é uma vivência dolorosa que impede o desenvolvimento das potencialidades do ser humano. O grande problema a ser resolvido na análise é a questão do ódio contra si mesmo.

Os educadores e profissionais da saúde devem ter conhecimento do processo ou da dinâmica inconsciente da obsessão ou compulsão sexual. A neurose sexual procura o desejo compulsivo por uma prática sexual infantil. Esse funcionamento é explicado graças à fixação e regressão ao estado libidinal. Quando existe esta distorção em relação ao desejo sexual aparece em seu lugar à ansiedade, a angústia e a depressão.

No aspecto patológico, a força do desejo é de se realizar no plano neurótico e fantasioso da compulsão. Todos, em diferentes etapas da vida, passaram por alguma experiência negativa onde não foram bem sucedidos. São experiências amargas, arraigadas nas profundezas do inconsciente, que escondem uma emoção que foi reprimida ou recalcada. 




 

O significado Inconsciente das Imagens.

 Ao nos reportarmos ao mundo das imagens, nos deparamos com uma realidade muito pouco conhecida pela ciência atual e também pela Psicanálise. Toda imagem tem uma significado, produz um sentido, um desejo, uma busca, uma realização. Ao fazer este estudo sobre a manifestação inconsciente das imagens, realizei um caminho, no qual explico com simplicidade a compreensão do valor destes signos, mostrando a importância deste tema para o auto-conhecimento.

A manifestação inconsciente destas imagens percorre o caminho das memórias e neurônios e, logo depois, realiza um processo de assimilação e interpretação do significado das imagens, que foram internalizadas desta relação sujeito-objeto. É um livro que ajudará, com certeza, o leitor a compreender-se em profundidade, valorizando esta subjetividade esquecida pela racionalidade atual. Talvez seja o início de um conhecimento que ainda precisa de muitas pesquisas e estudos. O que realizei foi uma tentativa de mostrar a importância e o valor das imagens na vida de cada pessoa.




 

Promoção e Prevenção da Saúde Emocional.

A Psicanálise Humanista se desenvolveu primeiramente como um método de tratamento, e logo depois como uma teoria sobre a dinâmica do inconsciente. Freud percebia que determinadas doenças psicossomáticas não poderiam ser explicadas à luz do paradigma organicista e fisiológico. Por exemplo, as convulsões histéricas, as depressões, as adições às drogas e álcool, as dores de estômago, podem ser explicadas e curadas com a ajuda do método psicanalítico de tratamento. Estes conflitos emocionais são inconscientes, e por isto mesmo possuem tamanha força para influenciar a vida emocional e orgânica de uma pessoa.

A prevenção da saúde emocional está relacionada ao conhecimento dos processos de atuação inconsciente. Hoje todos sabem que a origem dos sintomas psíquicos pertence às neuroses, e ao estilo de vida que a pessoa possui no seu ambiente social, familiar e profissional. Muitos indivíduos estão sofrendo sem saber, pois as motivações inconscientes que configuram estes tipos de doenças psicossomáticas estão agindo independente de sua vontade.

 

Pulsão de Morte.

Este livro tenta explicar as motivações inconscientes do processo de destruição, caminhos que se entrecruzam entre as pulsões de vida, e as experiências traumáticas das emoções de raiva e ódio. No decorrer de cada existência existem os atenuantes que fazem parte da história de uma pulsão, esta mesma energia se refaz e desfaz, de acordo com o prazer ou desprazer de viver.

Procurei descrever a influência do destino sobre a direção da pulsão que acontece na vida de cada ser humano, e resgatei uma reflexão absolutamente necessária, sobre as condições do ambiente social e cultural no processo de formação do caráter destrutivo. As ideologias, os preconceitos, o poder, a ganância, encontram-se na raiz deste problema da pulsão destrutiva. Sem dúvida, a emoção básica da pulsão de vida é o amor, porque este consegue realizar no ambiente a paz, o diálogo, a solidariedade, a ternura, o respeito, valores fundamentais à convivência harmoniosa dos seres humanos.

No âmago do ser humano existe a necessidade de amor, de carinho, de afeto, de cuidado, esta emoção realiza uma obra de inquestionável valor, fazer alguém amar a vida e acima de tudo prezar pela saúde. Este é o grande desafio do ser humano, saber conviver com as experiências menos prazerosas das relações humanas, talvez o desprezo, a humilhação, a violência física, psicológica, amplie na mesma intensidade o ódio e a fúria da pulsão destrutiva. 

A interpretação dos sintomas psicossomáticos.

Ao começar a escrever este livro sobre “psicanálise e psicossomática” me deparei com muitas dificuldades para descrever os conceitos sobre as apreensões das diversas abordagens sobre esta teoria. Portanto, muitas das reflexões realizadas, fazem parte da minha compreensão sobre os sintomas psicossomáticos, e das experiências no atendimento analítico a estes tipos de pacientes. Ao pensar sobre a clínica psicanalítica realizei um estudo sobre as dinâmicas inconscientes presentes na energia emocional e nos sintomas psicossomáticos. É um livro teórico/prático que propõe ajudar o psicanalista de uma maneira geral. É uma síntese teórica sobre a psicanálise e psicossomática, acredito que estas duas ciências se complementam no estudo das neuroses de conversão.


 

Psicopatologia das doenças Psíquicas.

 

O leitor que realizou outras leituras sobre psicopatologia que foram escritos por psicanalistas, certamente aprovara os artigos que foram escritos, porque conseguem esclarecer as diversas doenças psíquicas que fazem parte do cotidiano de qualquer pessoa. Conhecer a estrutura psicopatológica de uma doença psíquica, é um recurso fundamental para entender a complexidade da dinâmica inconsciente desta humanidade do homem, que esta enraizada no seu convívio cultural, histórico, econômico, social e político.

Os analistas em formação se propuseram este objetivo, como  grupo de estudo estavam interessados em compreender as graves perturbações do caráter humano, com o sincero desejo de assumir esta prática psicanalítica com esforço, dedicação, comprometidos com a causa do bem estar e a saúde dos seus pacientes.  Assim, este grupo de analista em formação são oriundos das áreas das ciências humanas e sociais, que se dedicaram ao máximo para entender as motivações inconscientes, defesas, neuroses, resistências, transferências, contratransferências, que determinam este diagnostico destas doenças psíquicas.


 

 A interpretação dos sonhos

 

Este livro teve como objetivo descrever os conceitos da teoria e técnica da interpretação dos sonhos, este é o terceiro livro dos analistas em formação do Instituto de psicanálise humanista, este volume descreve os principais métodos para interpretar os sonhos na psicanalise. Estes artigos seguem uma ordem para descrever os processos inconscientes dos símbolos latentes e manifestos.

Esta pesquisa teve a participação dos futuros analistas humanistas durante o seu processo de formação analítica. O instituto de psicanálise humanista recebe destes autores e futuros escritores mais esta obra para enaltecer a ciência psicanalítica. Em geral o programa de formação analítica humanista exige além da analise pessoal, supervisão, atendimento a pacientes, uma base solida de conhecimento cientifico para tornar-se um psicanalista.

Transformação Através da Psicanálise 

Este livro é fruto do esforço e dedicação do grupo de estudantes da 12ª turma de Formação em Psicanálise Clínica. A publicação do livro: Transformação através da Psicanálise Humanista procura elucidar os conceitos e as principais ideias que traduzem a essência dos fundamentos teóricos desta abordagem, além de evidenciar que as transformações acontecem constantemente ao nosso redor, desta forma, somos convidados a mudar a maneira de apreciar e interpretar a realidade tanto pessoal quanto cultural. Mas é fundamental percebermos que a maior e mais profunda mudança começa no nosso interior. O livro trata de diversos temas que dizem respeito a dimensão humana. Os princípios que norteiam esta publicação estão baseados principalmente em compartilhar o referencial teórico da Psicanálise Humanista, criada por Erich Fromm, dando continuidade à orientação científica do Instituto de Formação em Psicanálise de Santa Maria/RS – ITPH.




 

A Teoria e a Técnica da Psicanálise Humanista

 

O livro teoria e técnica da psicanálise foi uma iniciativa dos analistas em formação para fundamentar o método clínico. Embora a psicanálise tenha muitos escritos sobre este tema, nunca é demais aprofundar e desenvolver o manejo da teoria e técnica para conseguir melhor resultados com os nossos pacientes neuróticos. Nossa intenção foi fundamentar através da teoria psicanalítica a prática da técnica no “ambiente analítico”. A psicanálise enquanto terapia é um recurso que analisa as produções inconscientes através da interpretação, confrontação, esclarecimento, dos traumas, fobias, histerias, neuroses, e depois que o paciente toma consciência sobre estas motivações, começa a entender as causas deste seu estado de desânimo e fracasso.


Psicopatologia Humanista e Existencial.

O meu objetivo neste livro é apresentar uma reflexão sobre o tema da psicopatologia desde diversas abordagens teóricas, esta pesquisa vem atender a um antigo desejo meu de entender os aspectos patológicos da mente humana. Não tenho a intenção de realizar um estudo sistematizado da historia, mas ao mesmo tempo tenho consciência que a historia tem muito a colaborar na elucidação do que hoje entendemos por patologia psíquica.

Este estudo tem como finalidade descrever num primeiro momento os diversos conceitos e sua implicação na realização de um diagnóstico em relação a uma determinada corrente teórica. Como se trata da mente humana tem-se de levar em consideração a sua subjetividade e a complexidade do funcionamento neurofisiológico e emocional no cérebro.

Este livro busca realizar uma apresentação eclética dos conceitos e da explicitação de uma teoria psicopatológica. Num primeiro momento surge a primeira questão: O que é normal ou anormal para uma determinada cultura? Esta discussão sempre estará presente quando vamos descrever o conceito de psicopatologia. Esta compreensão surge num momento muito propício, a intenção é ajudar o futuro psicanalista a compreender e entender em base a esta explicação, sobre os aspectos psicopatológicos da mente humana.




 

A Preparação Emocional na Infância 

 

Considerando a importância dos sentimentos, principalmente no início da formação da personalidade do indivíduo, percebe-se que em muitos casos, há uma omissão tanto da família quanto das instituições encarregadas em dar continuidade às funções que deveriam ter iniciado no lar. Daí surge a necessidade de serem os pais e educadores pessoas emocionalmente equilibradas e conscientes. Desta forma, legitima-se o interesse em saber como o trabalho ligado à Preparação Emocional na Infância contribui para o desenvolvimento emocional das crianças em processo de desenvolvimento.

LIVROS DE AUTORIA DA DRA. CARLA FRONER

A clínica das emoções e pulsões na psicanálise humanista.
A clínica humanista merece uma reflexão sobre o método de interpretação das emoções e pulsões, sobre esta diretriz o leitor poderá compreender realmente como entender e interpretar o mundo das emoções do analista e de seu paciente. A emoção é uma energia movida pelas imagens, estas fantasias remontam a duas categorias de análise: fixação e regressão. Em outras palavras, as emoções conseguem convencer sua vítima sobre as vantagens de buscar aquele tipo de prazer, no fundo de seu desejo, existe o medo, a raiva, o ódio, transformados em satisfação.
                A inteligência organísmica possui uma comunicação simbólica que transcende a simples observação do organicismo fisiológico, portanto é fundamental saber fazer o diagnóstico preciso sobre esta comunicação de imagens que se projetam em direção à consciência, pelo caminho da simbologia e da linguagem não verbal. A totalidade das redes de comunicação dos sistemas segue as leis da natureza, estas emoções são um fluxo de energia que possuem a missão de humanizar e procurar de todos os modos a evolução da consciência.




 

As interfaces da clínica Psicanalítica  

 

As Interfaces da Clínica Psicanalítica tem o propósito de compartilhar com o leitor enfoques bem particulares respeitando a individualidade e a subjetividade de cada autor. Destaca-se pela originalidade presente na escolha dos assuntos e no referencial bibliográfico utilizado no desenvolvimento de cada artigo. Na mitologia romana, Janus o deus dos portais, carrega uma chave na mão direita. Com suas duas faces, ao mesmo tempo em que olha para os fatos do passado, com a outra face procura por fatos novos. Neste volume, os autores procuram articular a teoria psicanalítica através das diversas abordagens do psiquismo humano, sem dogmatismos nem ortodoxia, uma vez que encontramos nos referenciais utilizados em cada estudo, autores tanto clássicos quanto contemporâneos na psicanálise. Este escopo teórico tornou o livro muito didático e ao mesmo tempo atualizado.

 

 

PSICANÁLISE HUMANISTA; TEORIA E CLÍNICA.

Quando começamos a pensar a respeito da produção teórica e clínica sobre esta abordagem na psicanálise, começamos a esboçar um estudo mais aprofundado sobre estas duas categorias de análise: a teoria e a clínica. Esta obra reivindica para si mesmo a produção bibliografia inédita e única dos alunos em formação analítica que souberam enfrentar suas dúvidas e incertezas, para lançar as suas idéias e conceitos sobre esta epistemologia na Psicanálise Humanista. Isto deixa uma marca inegável da produção teórica e clínica de uma das correntes teóricas mais importantes dentro da psicanálise.

Talvez este conjunto de artigos possa contribuir para levar o leitor ao esclarecimento sobre a eficácia do método da análise humanista. Com mais esta publicação, estamos demarcando os pressupostos da clínica humanista. Depois de muito estudo e dedicação ressurgiu, no íntimo de cada pesquisador, uma alegria em poder deixar sua contribuição na elaboração dos marcos conceituais da Psicanálise Humanista.

Esta obra trata de questões importantes para compreender e entender a existência deste legado das humanitas presente no íntimo do coração do homem. O humano traz consigo uma herança de experiências para realizar obras grandiosas. Esta foi uma experiência de um grupo de pesquisadores na psicanálise que deixam um pensamento e uma reflexão para ser apreciada e compreendida dentro desta proposta.

 

Inconsiente Cultural

Gostaria de salientar que ao falar sobre a cultura, enfatizo sempre o lado negativo da repressão, da manipulação e alienação ideológica, mas existem muitas crenças funcionais que também são responsáveis pela saúde e sucesso existencial. Este estado de inconsciência é a causa de tanta desgraça e violência, porque ao não estar consciente de suas escolhas e tomada de decisões, acaba sempre favorecendo o fracasso, a doença, o sofrimento.

 

Instituto de Psicanálise Humanista

Fromm on line

Instituto de Psicanálise Humanista
Instituto de Psicanálise Humanista
© 2019 ITPH - Todos os direitos reservados.